Uncategorized

O homem que não acreditava no amor

Era uma vez um homem que não acreditava no amor. Ele era uma pessoa comum, como você e eu, mas seu modo de pensar tornava-o diferente. O homem achava que o amor não existia. Claro, ele teve muitas experiências, tentando encontrar o amor, observou bastante as pessoas que o cercavam. Passou a maior parte da vida procurando o amor, apenas para descobrir que era algo que não existia.

Aonde quer que esse homem fosse, dizia às pessoas que o amor não passava de uma invenção dos poetas,uma mentira que os religiosos contavam para manipular a mente fraca dos humanos, forçando-os a acreditar, para controlá-los. Dizia que o amor não é real, que nenhum ser humano poderia encontrá-lo, mesmo que passasse a vida procurando-o.

Esse homem era extremamente inteligente e muito convincente. Lia muitos livros, frequentara as melhores universidades, era um erudito respeitado. Podia falar em público, diante de qualquer tipo de plateia, sempre com lógica irrefutável. Dizia que o amor é uma espécie de droga, que provoca euforia e cria forte dependência. Que uma pessoa pode viciar-se em amor e começar a necessitar de doses diárias, como os dependentes de qualquer outra droga.

Costumava afirmar que o relacionamento dos amantes é igual ao relacionamento entre um viciado e a pessoa que lhe fornece a droga. O que tem mais necessidade de amor é o viciado, o que tem menos, é o fornecedor.

Aquele, entre os dois, que tem menos necessidade, é o que controla todo o relacionamento. Dizia que é possível ver isso com clareza porque, num relacionamento, quase sempre há um que ama sem reservas, e outro que não ama, que apenas tira vantagem daquele que lhe entrega seu coração. Que é possível ver, pelo modo como os dois se manipulam, como agem e reagem, que são iguais ao fornecedor de uma droga e o viciado.

O viciado, aquele que tem mais necessidade, vive com medo de não conseguir receber a próxima dose de amor, ou seja, da droga. E pensa: “O que vou fazer, se ele (ela) me deixar?” O medo torna o viciado extremamente possessivo. “Ele é meu!” O medo de não receber a próxima dose torna-o ciumento e exigente. O fornecedor pode controlar e manipular aquele que necessita da droga, dando-lhe mais doses, menos doses, ou nenhuma dose.

O que necessita da droga submete-se completamente e faz tudo o que pode para não ser abandonado.

O homem ainda dizia muito mais, quando explicava por que achava que o amor não existia. Declarava que aquilo que os humanos chamam de amor é apenas um relacionamento de medo baseado no controle. “Onde está o respeito? Onde está o amor que afirmam sentir? Não há amor. Dois jovens, diante de um representante de Deus, diante de suas famílias e de seus amigos, fazem uma porção de promessas um ao outro: que vão viver juntos para sempre, que vão amar-se e respeitar-se mutuamente, que estarão um ao lado do outro nos bons e nos maus momentos, que vão se amar e se honrar. Promessas e mais promessas. O mais espantoso é que eles realmente acreditam que vão cumpri-las. Mas, após o casamento — uma semana, um mês, alguns meses depois — fica claro que nenhuma das promessas foi cumprida.

O que se vê é uma guerra pelo comando, para ver quem manipula quem. Quem será o fornecedor, e quem será o viciado? Alguns meses depois, o respeito que prometeram ter um pelo outro desapareceu. Surgiu o ressentimento, o veneno emocional, e ambos ferem-se reciprocamente, pouco a pouco, cada vez mais, até que eles não sabem mais quando o amor acabou. Permanecem juntos porque têm medo de ficar sozinhos, medo da opinião e do julgamento dos outros, medo de sua própria opinião e de seu próprio julgamento. Mas, onde está o amor?”

O homem costumava dizer que via muitos velhos casais, unidos havia trinta, quarenta, cinquenta anos, que tinham orgulho de estar juntos durante tanto tempo. Mas, quando falavam a respeito de seu relacionamento, diziam: “Sobrevivemos ao matrimônio”. Isso significa que um deles submeteu-se ao outro. A certa altura, ela (ou ele) desistiu e decidiu suportar o sofrimento. O que teve vontade mais forte e menos necessidade, venceu a guerra.

Mas onde está aquela chama a que deram o nome de amor? Um trata o outro como se fosse propriedade sua. “Ela é minha”, “Ele é meu”.

O homem mostrava mais e mais razões que o haviam levado a acreditar que o amor não existe. Dizia: “Eu já passei por tudo isso. Nunca mais permitirei que outra pessoa manipule minha mente e controle minha vida em nome do amor”. Seus argumentos eram bastante lógicos, e com suas palavras ele convenceu muitas pessoas. “O amor não existe.”

Então, um dia, esse homem andava por um parque, quando viu uma linda mulher chorando, sentada num banco. Ficou curioso, querendo saber por que motivo ela chorava. Sentando-se a seu lado, perguntou-lhe por que ela estava chorando e se podia ajudá-la. Imaginem qual foi a surpresa dele, quando a mulher respondeu que chorava porque o amor não existia,

— Mas isso é espantoso! — o homem exclamou. — Uma mulher que não acredita no amor? E, claro, quis descobrir mais coisas a respeito dela.

— Por que acha que o amor não existe? — indagou.

— E uma longa história — ela respondeu. — Casei-me muito jovem, cheia de amor, cheia de ilusões, com a esperança de passar minha vida inteira com aquele homem. Juramos lealdade um ao outro, juramos que nos respeitaríamos, que honraríamos nossa união e que formaríamos uma família. Mas logo tudo mudou. Eu era uma esposa dedicada, que cuidava da casa e dos filhos. Meu marido continuou a progredir em sua carreira. Seu sucesso e a imagem que mostrava fora de casa eram, para ele, mais importantes do que a família. Perdemos o respeito um pelo outro. Nós nos feríamos mutuamente, e um dia descobri que não o amava e que ele também não me amava. Mas as crianças precisavam de um pai, e essa foi minha desculpa para ficar e fazer tudo o que pudesse para dar apoio a ele. Agora, meus filhos cresceram e saíram de casa. Não tenho mais nenhuma desculpa para ficar com ele. Não existe respeito nem gentileza em nosso relacionamento. Sei que, mesmo que eu encontre outra pessoa, vai ser tudo igual, porque o amor não existe. Não faz sentido, procurar por algo que não existe. É por isso que estou chorando.

Compreendendo-a muito bem, o homem abraçou-a e disse:

— Tem razão, o amor não existe. Procuramos por ele, abrimos o coração e nos tornamos fracos, para no fim encontrarmos apenas egoísmo. Isso nos fere, mesmo que achemos que não vamos ser feridos. Não importa o número de relacionamentos que possamos ter, a mesma coisa sempre acontece. Por que ainda continuamos a procurar o amor?

Os dois eram tão parecidos, que se tornaram grandes amigos. Tinham um relacionamento maravilhoso. Respeitavam-se, um nunca humilhava o outro. Ficavam mais felizes a cada passo que davam juntos. Entre eles não havia ciúme nem inveja, nenhum dos dois queria assumir o comando, nem era possessivo. O relacionamento continuou a crescer. Eles adoravam estar juntos, porque sempre divertiam-se muito. Quando estavam separados, um sentia a falta do outro.

Um dia, o homem encontrava-se fora da cidade, quando teve a mais esquisita das ideias.

“Hum, talvez o que eu sinta por ela seja amor. Mas isto é muito diferente de qualquer outra coisa que já senti. Não é o que os poetas dizem, assim como não é o que os religiosos pregam, porque não sou responsável por ela. Não tiro nada dela, não sinto necessidade de que ela cuide de mim, não preciso culpá-la por minhas dificuldades, nem contar-lhe meus dramas. O tempo que passamos juntos é maravilhoso, gostamos um do outro. Respeito o que ela pensa, o que sente. Ela não me envergonha, não me aborrece. Não sinto ciúme, quando ela está com outras pessoas, não tenho inveja, quando a vejo ter sucesso em alguma coisa. Talvez o amor exista, mas não seja aquilo que todo mundo pensa que é.”

O homem mal pôde esperar pelo momento de voltar para sua cidade e conversar com a mulher para expor-lhe a ideia esquisita que tivera. Assim que ele começou a falar, ela disse:

— Sei exatamente do que é que você está falando. Tive a mesma ideia, bastante tempo atrás, mas não quis lhe contar, porque sei que você não acredita no amor. Talvez o amor exista, mas não seja aquilo que pensamos que é.

Decidiram tornar-se amantes e morar juntos e, de maneira admirável, as coisas não mudaram. Os dois continuaram a respeitar-se, a dar apoio um ao outro, e o amor continuou a crescer. Até as coisas mais simples faziam seus corações cantar, cheios de amor, por causa da grande felicidade em que eles viviam.

O coração do homem estava tão repleto de amor que, uma noite, um grande milagre aconteceu. Ele olhava as estrelas e encontrou uma que era a mais bela de todas.

AMOR 1

Seu amor era tão imenso, que a estrela começou a descer do céu e logo estava aninhada nas mãos dele. Então, um outro milagre aconteceu, e a alma do homem uniu-se à estrela. Ele estava imensamente feliz e foi procurar a mulher o mais depressa possível para depositar a estrela nas mãos dela, provando seu amor. Assim que recebeu a estrela nas mãos, a mulher experimentou um momento de dúvida. Aquele amor era grande demais, avassalador.

Naquele instante, a estrela caiu das mãos dela e estilhaçou-se em um milhão de pedacinhos. Agora, um velho anda pelo mundo, jurando que o amor não existe. E uma velha bonita permanece em casa, esperando por ele, derramando lágrimas pelo paraíso que um dia teve nas mãos e perdeu por causa de um momento de dúvida.

Essa é a história do homem que não acreditava no amor. Quem foi que errou? Você gostaria de descobrir qual foi a falha? O erro foi do homem, que pensou que poderia passar sua felicidade para a mulher. A estrela era sua felicidade, e ele errou, quando a colocou nas mãos dela.

A felicidade nunca vem de fora de nós. O homem era feliz por causa do amor que saía dele, e a mulher era feliz por causa do amor que saía dela. Mas, no momento em que ele a tornou responsável por sua felicidade, ela deixou cair a estrela, quebrando-a, porque não podia responsabilizar-se pela felicidade dele.

Por mais que a mulher o amasse, jamais poderia fazê-lo feliz, porque nunca saberia o que se passava na mente dele. Nunca saberia quais eram as expectativas do homem, porque não poderia conhecer os sonhos dele.

Se você pegar sua felicidade e colocá-la nas mãos de outra pessoa, mais cedo ou mais tarde a verá estilhaçada. Se der sua felicidade a alguém, você a perderá. Então, se a felicidade só pode vir de dentro de nós, sendo resultado de nosso amor, nós somos os únicos responsáveis por ela. Nunca podemos tornar outra pessoa responsável por nossa felicidade, mas, quando os noivos vão à igreja para casar, a primeira coisa que fazem é trocar alianças.

Cada um está colocando sua estrela nas mãos do outro, esperando dar e receber felicidade. Por mais intenso que seja seu amor por alguém, você nunca será o que esse alguém quer que você seja. Esse é o erro que a maioria de nós comete, logo de início. Baseamos nossa felicidade em nossos parceiros, e não é assim que as coisas funcionam. Fazemos uma porção de promessas que não podemos cumprir, já nos preparando para o fracasso.

Estratégia Concursos é referência na preparação de alunos para Concursos Públicos. Estude com nossos Cursos Online para Concursos, 100% focados no …

https://youtu.be/7y5vLfMh1_M
Uncategorized

“Amor é de graça, se não for é favor”

Fabíola Simões 
É claro que acredito no valor da reciprocidade, de cuidar dos relacionamentos com interesse e atenção, de cultivar alegria e afeição no dia a dia, mas isso tem que ser espontâneo, voluntário, natural. Pois como diz o Coach Arly Cravo: “Amor é de graça, se não for é favor”.


Lendo o romance “Orgulho e Preconceito” de Jane Austen, logo no início uma das mocinhas dá um conselho à outra jovem, dizendo: “São poucos os que têm o coração bastante firme para amar sem receber alguma coisa em troca”. 

O livro foi escrito no século XVIII, e podemos concluir que desde aquele tempo (e talvez por todo o sempre), amar de forma desapegada é difícil, e algumas pessoas farão de tudo para manter aqueles que amam por perto, atadas a eles por um nó tão firme que acabará por sufocar o amor. Assim, aprender a amar de forma desapegada é uma maneira de amadurecer, de descobrir a própria individualidade, de rever as questões mais profundas do passado e dar novo significado ao medo do abandono e solidão.

É claro que acredito no valor da reciprocidade, de cuidar dos relacionamentos com interesse e atenção, de cultivar alegria e afeição no dia a dia, mas isso tem que ser espontâneo, voluntário, natural. Pois como diz o Coach de relacionamentos Arly Cravo: “Amor é de graça, se não for é favor”.

Amar alguém não pode ser uma relação de posse, de domínio e controle sobre o outro, de desejar que o outro corresponda às minhas expectativas, de cobrança por atenção e carinho. A convivência saudável só acontece entre duas pessoas que escolheram estar juntas por livre e espontânea vontade, e não entre uma que evita a relação a todo custo enquanto a outra busca e até exige um comprometimento que o (a) parceiro (a) não pode ou não quer ter.

Há muita confusão por aí. Cada pessoa entende o amor de uma forma diferente, pois essa concepção pessoal não se instalou no hoje, e sim naquelas memórias muito antigas que carregamos dentro da gente e que nem sempre temos consciência do quanto ainda nos afetam. Assim, o que entendo como amor não e o mesmo que você entende, e na hora de nos relacionarmos, posso estragar tudo cobrando algo de você que você não pode me dar. Algo que para mim é amor, mas que para você é algo completamente oposto.

Muitas vezes apontamos o dedo para o outro dizendo: “Ah mas se você me amasse de verdade você faria assim ou assado…” Porém, para o outro, essa pode não ser, nem de longe, uma manifestação de afeto. Portanto, nem sempre nos relacionamos com o outro, e sim com projeções de nós mesmos. E exigimos que o outro faça o que nós mesmos faríamos no lugar dele. Porém, não é assim que funciona. E, se queremos amadurecer realmente, vamos ter que entender que teremos que aprender a lidar e aceitar as diferenças, sem tentar mudar ninguém, sem tentar transformar ninguém em um reflexo de nós mesmos.

Desapego é quando consigo deixar o outro ser ele mesmo, ainda que isso me leve a sentir falta, sentir saudade, sentir vontade de estar junto mais vezes do que o outro sente. Ninguém tem necessidades iguais, e não posso exigir que alguém sinta a minha falta tanto quanto eu sinto a falta dela. O que posso fazer é tentar me desligar um pouco também, não através de joguinhos de poder, mas cuidando mais de mim, aproveitando a companhia de outras pessoas, me envolvendo com outros interesses.

É claro que existe uma linha tênue entre desapego e desinteresse. Desapego não é desamor, e sim uma maneira de viver respeitando a própria individualidade, o próprio tempo, as próprias necessidades, e não exigir que o outro viva de acordo com meu tempo e minhas regras. Já o desinteresse denota desamor. Pois no desinteresse a pessoa não se vincula, se desliga da vida do outro por completo, só aparece quando deseja se beneficiar de alguma maneira, não acrescenta nada de bom à vida da outra pessoa.

É preciso cuidar das relações com carinho. Porém, as pessoas têm concepções diferentes do que significa amar. Respeitar e aceitar a maneira do outro se doar pode ser a chave para uma convivência verdadeiramente amorosa, nunca nos esquecendo que: A melhor maneira de segurar alguém é soltar essa pessoa… 

https://youtu.be/JPXqx7J2n6s

Quer estudar para o concurso IBGE?

Gostou desta oportunidade e deseja começar se preparar agora mesmo? Então, confira os nossos cursos e comece a estudar para IBGE:

Uncategorized

O nosso tempo é escasso e valioso para perdermos brigando com egos e mentes pequenas

Por
 Wandy Luz 


O nosso tempo é um produto escasso e valioso para desperdiçarmos brigando com egos e discutindo com mentes pequenas. Não aceitar na nossa vida pobreza de espírito é um favor que fazemos à nossa sanidade mental.

O mundo já é difícil como é e eu e, certamente, você, não precisamos de mais drama, banalidades e tudo aquilo que não nos acrescenta nada.

A maturidade faz com que nos importemos menos com o que, de fato, não é importante.

Eu ainda acredito que pessoas boas existem e as quero o mais perto possível, porque gente do bem me inspira, gente do bem me faz querer ser melhor, mais e mais.

Não posso, não quero e não vou ser coadjuvante no palco da vida, porque é nossa tarefa tomar as rédeas do nosso destino. Não podemos e não devemos ser vítimas da história.

Jamais se acomode, nem aceite o que não está bom, o que não é bom.

E que o bom senso prevaleça, que você passe pela vida de cabeça erguida, sem perder a pureza do seu coração, sem se igualar ao nível de quem não sabe amar, de quem não sabe viver.

Para os obstáculos, os dias difíceis, a resposta é resiliência e fé na energia vital do Universo.

Fuja de pessoas controladas pelo ego, fuja de rostinhos bonitos com almas vazias, fuja de gente que fala de gente, valorize a beleza que vem de dentro para fora, valorize quem o valoriza também.

Fale sobre ideias e gaste mais tempo se preocupando com a sua vida, com a sua evolução. Evite julgar, falar condenar ou se incomodar com a vida dos outros.

Já dizia o poeta:
“Tudo vale a pena se a alma não é pequena.”

Então, não tenha alma pequena, pense grande, faça coisas grandiosas e ocupe-se com o que fará uma diferença significativa na sua vida, sem perder a oportunidade de ser luz na vida de todos que o cercam. Viva com respeito, compaixão e empatia, porque uma existência baseada no egoísmo, é triste, vazia e medíocre.

O resto será sempre o resto e nós nunca precisamos de restos para ser feliz, certo?

Para resumir, o que eu quero dizer é: cuide, respeite e seja fiel à sua essência. Em tempos de superficialidade aguda, sábios são aqueles que já perceberam que é na simplicidade, na humildade e nos pequenos detalhes, que mora a verdadeira felicidade.

O que sobra é só ilusão, e quem se ilude normalmente se machuca. A escolha é e sempre será só sua. Então, escolha com sabedoria!

Paz, luz, amor e muita gratidão na vida de todos vocês!



https://youtu.be/EE5HpGjmkTo

Tenha acesso hoje mesmo ao Monografis 3.0. Acesso até 4 usuários. Garanta agilidade na elaboração do TCC, artigo, relatório de estágio nas normas da ABNT. Compra segura. em até 12x. Acesso vitalício. Sistema anti-plágio. Desconto imperdível.

Uncategorized

Este pode ter sido o animal que passou o novo coronavírus para humanos

O pangolim, animal mais traficado do mundo, provavelmente foi o hospedeiro intermediário do vírus, segundo novo estudo.

Por Bruno Carbinatto

Uma equipe de pesquisadores chineses anunciou que o pangolim, um tipo de mamífero da África e da Ásia ameaçado de extinção, pode ter sido o animal que passou o novo coronavírus para humanos. O surto da doença provavelmente se iniciou em um mercado de animais silvestres em Wuhan, na China, e desde então já infectou mais de 31 mil pessoas em todo o mundo, totalizando 638 mortes até a tarde desta sexta-feira (07/02).

O resultado vem de uma análise genética feita por cientistas da Universidade Agrícola do Sul da China em amostras de mais de mil animais selvagens. Segundo a equipe, o material genético do 2019-nCoV – o vírus que vem infectando humanos e causando sintomas respiratórios – é 99% igual ao material genético de um vírus encontrado em pangolins, o que faz desse animal o melhor candidato, até agora, a ter trazido a doença para nós.

Mas cientistas de todo o mundo vêm encarando a nova possibilidade com cautela, principalmente porque o estudo completo ainda não foi publicado – por enquanto, os chineses só divulgaram resultados gerais em uma conferência de imprensa. A equipe disse que pretende publicar os detalhes o quanto antes para ajudar no combate à doença.

Estudos anteriores haviam indicado que o novo coronavírus surgiu primeiro em morcegos – que são conhecidos por hospedarem diversos vírus sem apresentar sintomas. Mas a possibilidade de haver um hospedeiro intermediário, ou seja, um animal que pegou o vírus dos morcegos e o transmitiu para nós, é alta. Desde o início do surto, cientistas vêm buscando qual seria o responsável por essa ligação, mas a tarefa é difícil, principalmente porque, no mercado em que se acredita que a doença tenha começado, diversos animais silvestres eram vendidos, tornando a lista de candidatos grande.

Uncategorized

Monografis – Orientador TCC

https://go.hotmart.com/R21899190C

O Monografis é uma plataforma online que serve como assistente de escrita dissertativa na elaboração do TCC, projeto TCC, artigo científico a artefatos mais complexos, dissertação e tese.

Resumindo a utilização, o Monografis orienta a escrita dissertativo-argumentativo guiando o aluno na escrita de forma embasada e argumentativa, separando os parágrafos em blocos, para dar a noção da forma correta da sequência de ideias,ou seja, argumentar nos parágrafos corretos e embasar com citações da forma que a banca espera.

Exporta para o Word nas normas ABNT.

O acesso é vitalício, isso quer dizer que o aluno terá acesso enquanto o projeto existir.

A quantidade de trabalho é ilimitada. O aluno pode fazer quantos trabalhos quiser.

Conta com acesso em grupo que permite ao aluno adicionar mais 3 colegas do grupo.

Além de receber junto um treinamento que ensina como fazer um TCC no Monografis partindo da ideia até a apresentação.

Conta ainda com certificado de 30hs complementares.

Vantagens

Acesso de onde estiver mais de 20 modelos de escrita dissertativa divididos em blocos. Não faça sozinho, nossa equipe vai te ajudar através do chat, e-mail, grupo de alunos no facebook, consultorias e muito mais. Além dos assistentes para ideia, Projeto TCC, Estruturação, escrita, citação, também da nota na hora e exporta para Word nas normas ABNT.

PÚBLICO ALVO

Estudantes Universitários prestes a se formar

AUTOR

Efetiva Serviços

Conteúdo do curso (100% digital)

01

BOAS VINDAS | FORMANDO A IDEIA

SEJA BEM VINDO AO TREINAMENTO!

ACESSAR O MONOGRAFIS 3.0

FAÇA ESSE CURSO 2x MAIS RAPIDO

COMO É A ESTRUTURA DO TCC, ARTIGO CIENTIFICO, MONOGRAFIA OU TESE

SERÁ QUE VAI DAR TEMPO?

SOLICITAR ACESSO AO GRUPO DO FACEBOOK

ROTEIRO DESSE PROGRAMA DE ENSINO

COMO SE ORGANIZAR E MANTER SEU TCC A SALVO

COMO TER IDEIA PARA SEU TCC

BÔNUS – TCC 23x MAIS RÁPIDO02

PROJETO DE TCC – SIMULADOR DE PROJETO

03

PROJETO DE TCC | CAPÍTULOS EMBASAMENTO TEÓRICO

04

REFERENCIAL TEÓRICO TCC

05

METODOLOGIA TCC

06

PESQUISA – RESULTADOS

07

ELEMENTOS TEXTUAIS – INTRODUÇÃO, CONCLUSÃO E RESUMO

08

(EXTRA) APRESENTAÇÃO DO TCC

09

(EXTRA) CITAÇÕES E REFERÊNCIAS

10

(EXTRA) MODELOS DE TCC E NORMAS ABNT

11

(EXTRA) BÔNUS

12

(EXTRA) INDICAÇÕES DE MATERIAIS

Garantia de 30 dias

Pagamentos seguros

Dúvidas frequentes

Vi que essa página é um Perfil Público Hotmart. O que é isso?

O Perfil Público da Hotmart é um canal de divulgação de Produtores e produtos digitais vendidos através da Hotmart. Esses produtos podem ser cursos online, ebooks, séries de videoaulas, dentre outros. O objetivo do Perfil Público é ajudar você a conhecer melhor as informações e dados do produto, auxiliando a sua decisão de compra. Isso significa que as imagens, textos, comentários e conquistas exibidas nesta página são reflexos reais do conteúdo desses produtos. Caso você não concorde com alguma informação exibida, por favor entre em contato conosco por este canal

Quem avaliou Monografis – Orientador TCC?

O que é e como funciona a Nota Média do Produto?

Como funciona o “Prazo de Garantia”?

O que significa “Conteúdo 100% digital”?

O que é e como funciona o Certificado de Conclusão digital?

Tenho interesse neste produto, como posso comprar?

Tenho outras dúvidas, quem pode me respondê-las?

Uncategorized

Pacote Apostilas Bolos de Sucesso

Pacote Apostilas Bolos de Sucesso vale a pena?

Pacote Apostilas Bolos de Sucesso vale a pena? funciona mesmo? Conheça o Kit de dicas, receitas e técnicas da Marrara Bortoloti, ensina tudo sobre bolos, doces e tortas de sucesso.

Com um conteúdo repleto de receitas completas de massas, coberturas, recheios, brigadeiros gourmet, bolos, tortas e mais.

Que conta com mais de 10 apostilas e 400 receitas incríveis.

Tudo ensinado passo a passo, contendo os itens e ingredientes necessários para fazer qualquer receita.

Através de um kit completo para baixar, que permite aprender de forma completa e detalhada sobre o assunto.

Podemos afirmar que vale a pena fazer o download desse completo kit, e você pode fazer isso por valor especial, clicando no Site Oficial ou continuar lendo.

Assim será capaz de compreender tudo que esse poderoso pacote tem a lhe oferecer.

Índice de Conteúdo

O que é o Pacote Apostilas Bolos de Sucesso?

Já pensou poder acessar um conteúdo com centenas de receitas variadas, do mais alto nível?

Afinal, a confeitaria é realmente incrível, cheia de novidades, beleza e claro muitas oportunidades de negócio.

Se você quer começar um negócio próprio de bolos, tortas e doces ou se deseja aprender apenas por vontade e hobby, precisa conhecer esse conteúdo.

Estamos falando do que existe de mais completo e atual, capaz de ensinar muito, de forma simplificada e eficiente.

Que tal aprender a confeitar mais de 400 receitas incríveis?

Tudo isso faz parte do Pacote Apostilas Bolos de Sucesso da Marrara Bortoloti.

Nele, você terá acesso a muito conteúdo, através de cerca de 12 apostilas que totalizam mais de 400 receitas.

Ideal para quem deseja aprender como confeitar de maneira adequada, seja por hobby, ou por profissão.

E com isso aprender o jeito certo de preparar receitas lindas e muito saborosas.

Seja para oferecer em um momento de família ou para comercializar através de um negócio lucrativo.

Esse conteúdo é indispensável para quem busca saber seguir receitas incríveis ou fazer suas próprias criações.

Com isso é possível comercializar esses produtos e ter alta lucratividade ou simplesmente agradar seus familiares com sabores indescritíveis.

Como acessar as Apostilas?

É fácil acessar todo esse conteúdo.

Você poderá baixar as apostilas e acessar em seu computador, notebook, tablet ou smartphone.

Elas são em formato de PDF e são enviadas imediatamente após baixar (saberá como, no link no final desse artigo).

Ainda poderá imprimir se preferir, para que possa deixar seu livro de receitas e dicas guardado e pronto para ser utilizado.

Ou seja, poderá acessar a qualquer momento e colocar em prática tudo que é ensinado nesse conteúdo de altíssima qualidade.

De autoria de uma especialista no assunto, que resolveu compartilhar parte de seu conhecimento, para que você também pudesse ter sucesso em bolos, tortas e doces.

Quem é Marrara Bortoloti?

Esse conteúdo é de autoria de uma profissional de altíssimo nível, reconhecida nacionalmente.

E ela ensinará tudo que conhece de melhor na arte de confeitar, para que possa aplicar técnicas eficientes em prática.

Marrara Bortoloti

Trata-se de Marrara Bortoloti, que é confeiteira de sucesso.

Além de produtora dos Cursos Bolos de Sucesso, Escola de Bolo By Marrara, Mini Tortas e Lucrativas e Ovos de Páscoa Lucrativos.

Todos esses cursos são do mais alto nível de qualidade e satisfação garantida por muitos alunos.

Ela possui muita experiência prática na área e por isso oferece o melhor de seu conhecimento, para lhe ensinar todo o necessário para confeitar com sucesso.

E você pode aprender tudo que a Marrara tem a lhe ensinar, baixando esse kit.

Download do Pacote Apostilas Bolos de Sucesso

Para acessar esse conteúdo incrível, você precisará baixá-lo.

Ao baixar, você receberá o que existe de melhor, mais atual, inovador, qualificado e saboroso aprendizado de bolos, tortas e doces.

Esse conteúdo ensina muito, pra ser exato, cerca de 400 receitas de alto sabor e beleza, testadas e aprovadas pela autora e por quem já acessou esse conteúdo.

Imagine poder conhecer tudo isso e colocar em prática de forma simples e incrível?

Basta fazer o download do Pacote.

E para que possa fazer isso, forneceremos abaixo, o link que levará você ao Site Oficial do Kit Apostilas Bolos de Sucesso.

Nesse link, poderá não apenas fazer o download de todo o conteúdo, mas ver ainda muitas outras informações importantes de tudo que irá acessar.

Ainda poderá ver todos os conteúdos bônus (extras) que somente esse pacote dá direito.

Então que tal começar agora mesmo a fazer bolos de sucesso?

Clique aqui para mais informações e download do Pacote Apostilas Bolos de Sucesso.

Temos total convicção que esse conteúdo da Marrara, te ajudará nessa jornada.

Lhe ensinando todo o necessário para criação de bolos, tortas e doces incríveis.

https://go.hotmart.com/X21532192L